quarta-feira, 10 de fevereiro de 2010

Antero de Quental - "Mea Culpa"

Não duvido que o mundo no seu eixo
Gire suspenso e volva em harmonia;
Que o homem suba e vá da noite ao dia,
E o homem vá subindo insecto e seixo.
.
Não chamo a Deus tirano, nem me queixo,
Nem chamo ao céu da vida noite fria:
Não chamo à existência hora sombria;
Acaso, à ordem; nem à lei desleixo.
.
A Natureza é minha mãe ainda...
É minha mãe... Ah, se eu à face linda
Não sei sorrir; se estou desesperado;
.
Se nada há que me aqueça esta frieza;
Se estou cheio de fel e de tristeza...
É de crer que só eu seja o culpado!

6 comentários:

Paulo Lobato disse...

Maria Josefa, se bem entendi o poema, e não é seguro que tal tenha sucedido, há momentos em que só nos podemos queixar de nós próprios; de pouco vale procurar culpas nos outros, no destino ou num qualquer deus, porque somos nós a causa dessa má sorte.
Apropriado para o presente, bem escolhido.
um abraço
(espero ter feito a "leitura" correcta)

T.Mike (Miguel Gomes Coelho) disse...

As dolorosas interioridades do sofrido Antero.
Lindo como todos os seus sonetos.
Um abraço, Maria Josefa.

Maria Josefa Paias disse...

Paulo,
Fez um boa leitura do Soneto de Antero e também da altura propícia para eu o ter escolhido.
Quando estamos de mal connosco e com o mundo, muito facilmente atribuímos as culpas ao mundo sem procurar olhar um pouco para mais fundo de nós mesmos e nos apercebermos de que a causa do nosso sofrimento está muitas vezes em nós mesmos. Talvez porque seja mais fácil culpar o que nos é exterior como se isso resolvesse os nossos problemas.
Obrigada e um abraço.

Maria Josefa Paias disse...

Miguel, muito obrigada pelo seu comentário.
As interioridades de Antero são riquíssimas e são muitas vezes o espelho das nossas.
Um abraço.

Maria Ribeiro disse...

PROVA mais que provada do seu ROMANTISMO, este lindo soneto!Não culpar ninguém pelos males da sua vida, mas culpar-se a ele próprio ,como ser humano- como tal imperfeito!-pelos males da vida onde ele não soube ou não quis ,viver!A eterna procura de DEUS...
BEIJO DE
LUSIBERO

Maria Josefa Paias disse...

Maria Ribeiro, muito obrigada pelo seu comentário.
beijinho.